• Bruna Diniz

Como ter um bom planejamento

Todo mundo fala sobre planejamento. Devemos nos planejar, sem planejamento não vai dar certo, se não se planejar não vai sair do lugar. Mas afinal, o que é planejamento?

Planejamento é um plano, nada mais. É uma forma de sermos a mãe Dinah por um dia e prevermos como tem de ser, como fazer e quais atitudes e caminhos devemos tomar se alguma coisa der errado. Aquela velha história de plano A, plano B, plano C, sabe? Nada mais é que um planejamento considerando riscos e possíveis reações dos envolvidos.

Tem muita gente que não gosta de planejar e já ouvi vários argumentos sobre disso. Planejamento tira a graça da coisa, planejamento tira a liberdade, planejamento demora muito, planejamento é complexo e por aí vai. A verdade é que planejamento é uma atividade como qualquer outra e ouso a comparar com lavar louça: você começa hoje, , demora 20min e quebra um copo, daqui algum tempo você faz em 5min sem quebrar nada.


Para um bom planejamento

Para um bom planejamento precisamos ser realistas. Não adianta ser otimista e achar que nada vai dar errado. E com o pensamento de otimista, acredite, vai dar tudo errado, é a famosa Lei de Murphy.


1. Honestidade e prazo

Seja honesto consigo mesmo. Estipule prazos para todas as tarefas, das menos até as mais importantes, das que são pra você e das que são para terceiros. Considere prazos que são possíveis de ser alcançados, considere o trânsito que irá pegar em um deslocamento, considere que aquele fornecedor sempre atrasa e não será dessa vez que vai ser diferente.


2. Considere os riscos

Para os planejamentos diários, considere apenas 80% do seu tempo. Deixe os outros 20% para imprevistos, porque eles acontecem principalmente quando nossas agendas estão cheias.

Lembre-se que atrasos acontecem, ainda mais se você considerou 100% do seu tempo e não tem uma folga. Os envolvidos também atrasam, uma reunião marcada para as 13h pode começar às 14h e aquela que está marcada para terminar às 17h pode ir até às 18h.


3. Antecipe-se

Imagine todos os erros que podem dar. Como você pode lidar com eles? Se você vai subir um site, o que acontece se o servidor cair? Se você tem uma entrega para fazer, e se a impressora pifar?

Quais atitudes você pode ter para evitar esses casos? Quais atitudes você pode ter caso aconteça? Por exemplo, se está vendo que não vai dar tempo, comece a fazer antes ou divida o trabalho com algum parceiro. Ou se viu que pode dar problema, avise os envolvidos com antecedência.


4. Detalhamento

Detalhe tudo, até o que acha que não pode ser detalhado. Se uma tarefa está grande, divida ela em duas ou mais. Com os detalhes a vista você consegue se antecipar, prever os riscos e manter o planejamento dentro do esperado.


5. Ferramentas auxiliares

Você pode ter planejamentos com post-it ou com calendários em papel, também pode optar por calendários online como o Google Calendar. Para projetos maiores tem opções como o cronograma de Gantt, para atividades corriqueiras você pode utilizar listas de tarefas em combinação com o calendário.


O importante é você considerar tudo o que pode acontecer, até mesmo num mundo surreal. Planejamento é pra isso: imagine o que pode acontecer de pior e considere essa opção. Afinal, se acontecer tudo da melhor maneira, ótimo. Mas e se não? Não é melhor já estar preparado do que ficar se contorcendo, puxando daqui e dali, para dar certo? :)

Quem é cheio dos compromissos sabe o quanto pode ser difícil gerenciar uma agenda. A gente até pode ser old school e manter tudo na agenda física, mas eu queria mesmo é te mostrar como uma Vida Sem Pa

Agenda de contatos é uma coisa que temos desde sempre, cada um do seu jeitinho. Antes era mais comum termos alguns números decorados, mas nos dias de hoje a agenda de contatos é essencial. Eu tinha ag