Como gerenciar o tempo no home office

Quem passa a trabalhar de casa logo esbarra nesse problema. É uma coisa que pode te prejudicar no começo ou mesmo depois de estar bem adaptado. Afinal de contas, como podemos gerenciar o tempo estando no conforto da nossa casa?

A gestão do tempo vai além só do seu trabalho. Você vai precisar gerenciar seu tempo pessoal e também o profissional. Os dois precisam estar alinhados e de acordo com os seus objetivos. Passando a trabalhar de casa, você vai precisar estabelecer alguns limites para você mesmo, de forma que identifique onde termina o pessoal e começa o profissional.

 

1. Estabeleça horários

Se você optou pelo home office achando que poderia fazer tudo quando desse na telha, está muito enganado. Trabalhar de casa é muito mais flexível, mas o planejamento é redobrado. Você pode acordar às 11h se quiser, você pode fazer 2h de almoço e até pode ter days off, mas não sem ter noção de quanto trabalho tem, pra quando é e quando você poderá de fato realizar.

Se o seu sonho era acordar mais tarde e agora tem essa oportunidade, agarre ela com toda força, seja feliz e acorde mais tarde. Mas planeje o resto do seu dia para que consiga realizar tudo e defina o horário que vai começar a trabalhar.

Outro ponto importante é definir o horário que vai terminar de trabalhar. Muitas pessoas que passam a trabalhar de casa acabam trabalhando mais horas do que se estivessem em um escritório com horários tradicionais. Então se optou por começar a trabalhar às 13h, qual é o horário, segundo suas atividades, que você estará livre? Ou, caso você tenha uma quantidade fixa de horas a cumprir, qual o horário que cumprirá a jornada de trabalho? Identifique qual é e deixe bem claro pra você que a partir dali você não está mais trabalhando.

Também não se esqueça de pausas para almoço, um café para recuperar as energias e até uma voltinha pra esticar o corpo. Se não for muito regrado nisso, talvez a técnica Pomodoro possa te ajudar.

 

2. Crie uma agenda eficiente

Sei que talvez alguém cuidasse da sua agenda no trabalho convencional, mas agora, meu bem, a bola tá contigo e você não pode deixar ela cair. Você precisa cuidar da sua agenda com base nos horários que definiu e junto das sua lista de atividades a serem feitas.

Eu gosto bastante do Google Calendar por conta da visualização semanal e mensal – dá uma visão mais ampla, ajuda a identificar as janelas e até dias mais tranquilos ou conturbados. Te aconselho a usar blocos de compromissos por lá – e convenhamos, a sua jornada de trabalho é um baita de um compromisso, não é mesmo?

Defina os dias que vai trabalhar na sua agenda e com o tempo vai conseguir manipular bem os blocos – inclusive para tirar aquele dia de folga, emendar o feriadão ou até fazer aquela viagem que tava esperando por uma brecha.

 

3. Separe atividades pessoais e profissionais

Listas e gerenciadores de tarefas são lindos, nos ajudam e tudo o mais. Mas se você precisa gerir seu tempo no home office, separe as atividades. As listas de tarefas não farão essa separação para você, então não misture.

O que eu quero dizer é: se você cadastrar suas atividades no Todoist, por exemplo, todas as atividades que tiverem de acontecer hoje irão aparecer na aba Hoje do aplicativo, incluindo aquele job que precisa entregar pro cliente e lavar a roupa. Se usar um aplicativo que filtre, como é o caso do Todoist, filtre para a apresentar somente atividades de trabalho no horário de trabalhar.

Pode ser tentador resolver algumas coisas de casa de uma vez, mas às vezes acabamos demorando mais que o esperado e desanda tudo no nosso trabalho.

Já as pendências que são pessoais e precisam ser resolvidas em horários comerciais, como ir ao banco ou visitar um médico, precisam ser previstas para que você saiba que naquele dia precisa começar a trabalhar mais cedo ou ir até um pouco mais tarde.

 

Gerir o tempo é uma atividade como qualquer outra: no começo demoramos pra entender e conseguir fazer, mas conforme fazemos vamos aprimorando. Até o momento que você faz tão bem que já nem percebe mais! :)

Crédito é bom e todo mundo gosta: elemento utilizado na imagem destaque é autoria de Madebyoliver e publicado pelo Flaticon. :)