A coragem de ser imperfeito por Brené Brown

Te confesso que sou uma pessoa urbana. Adoro o verde, sim. Mas detesto bicho. Gosto mais do verde e da tranquilidade do que não gosto de bicho. O que importa, de verdade, é que esses lugares tranquilos me trazem aquela vontade maluca de ler. E foi o que fiz na virada do ano: peguei dois livros distintos e botei de baixo do braço. Fui atacada por bichos voadores que eu detesto, mas também tive a melhor leitura do ano.

 

A coragem de ser imperfeito

Eu gosto muito da Brené Brown. Adoro os TEDs que ela fez e estava bem curiosa para ler seu livro sobre vulnerabilidade. Acontece que eu não sabia o que me esperava.

Ultimamente estou numa trajetória de tirar de dentro para colocar pra fora; ao invés de comprar coisas de fora para preencher a alma. E esse livro é um tapa na cara da sociedade quando falamos sobre ser quem você realmente é, inclusive nos momentos difíceis.

A gente gosta mesmo é de bancar o durão, ser mais forte que o outro em momentos de aperto, ser transparente em momentos de constrangimento. Mas tudo isso demanda um esforço tão grande, uma energia tão grande, que no final das contas só nos desgasta.

É bem difícil olhar pra esse mundo julgador e dizer “não sou perfeito e tá tudo bem”. As pessoas nos pressionam para sermos perfeitos, sendo que essas mesmas pessoas também não são. Aí a gente se acha no direito de também pedir perfeição do outro. Olha só que ciclo vicioso muito doido.

Quer saber? Eu não sou perfeita. Você também não é. Ninguém é. A verdade é essa, você aceitando ou não, você admitindo ou não, as pessoas e o mundo respeitando ou não.

Brené Brown, essa linda, nos mostra momentos da sua própria vulnerabilidade. Momentos, inclusive, que conseguimos refletir em acontecimentos em nossas vidas. Ela não vai te ensinar a ser quem você é, mas ela vai te mostrar que tudo bem ser quem você é, imperfeito assim, como todos nós somos.

Eu não consigo te dizer tudo sobre esse livro. Ainda não absorvi tudo. Ele vai, sim, pra minha lista de releitura e dessa vez vai ganhar trocentos post-its para marcar as passagens mais interessantes. Em todo caso, te recomendo fortemente a leitura.

TED

Pra quem ainda não assistiu os vídeos da Brené Brown, não perde tempo não e assiste o The power of vulnerability e o Listening to shame, ambos com legenda em português através do site oficial do TED.

 

Aí me conta, já leu esse livro? O que você achou?

  • Ana Carolina

    Curti muito o TED dela e tô super afim de ler esse livro! Sua resenha me deu ainda mais vontade de ler. :)

    • Adoro ela! Que bom que consegui te dar mais vontade! :D Leia sim, você vai adorar! <3